Peru diz basta à violência doméstica

Access to the comments Comentários
De  Lurdes Duro Pereira  com Reuters, AFP
Peru diz basta à violência doméstica

<p>Pelo menos uma mulher é, diariamente, alvo agressão física ou psicológica por parte do parceiro no Peru.</p> <p>Fontes governamentais revelam que todos os meses 10 são assassinadas e que 20 se afastam do companheiro.</p> <p>Este fim de semana, cerca de 50 mil pessoas saíram à rua, em Lima, para dizer basta à violência. Uma iniciativa que se estendeu a outras cidades do país.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="es" dir="ltr">Imágenes aéreas de la marcha contra la violencia hacia la mujer <a href="https://t.co/Zvtb5XV1TY">https://t.co/Zvtb5XV1TY</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/NiUnaMenos?src=hash">#NiUnaMenos</a> <a href="https://t.co/WNkVfeL4g0">pic.twitter.com/WNkVfeL4g0</a></p>— Diario Perú21 (@Peru21pe) <a href="https://twitter.com/Peru21pe/status/764575231772127233">August 13, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>“Estamos aqui para defender um ideal: chega de maltratar as mulheres física e psicologicamente. Enquanto mães, queremos que as nossas filhas possam estar tranquilas” refere Carmela Garcia.</p> <p>“As últimas decisões da justiça não foram favoráveis às mulheres e é tempo de homens e mulheres marcharam contra a violência. Temos de mudar. Somos um país grande e unido, mas também um dos mais violentos para as mulheres” acrescenta Adelaida Avila.</p> <p>Durante a marcha convocada através das redes sociais os manifestantes pediram mão pesada para os agressores.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="es" dir="ltr">El problema de la violencia de género es que el silencio absorbe los golpes y no es fácil denunciar.<a href="https://twitter.com/hashtag/NiUnaMenos?src=hash">#NiUnaMenos</a> <a href="https://t.co/7rsjEXhAka">pic.twitter.com/7rsjEXhAka</a></p>— PedroPablo Kuczynski (@ppkamigo) <a href="https://twitter.com/ppkamigo/status/764581388523806720">August 13, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Só última semana, pelo menos três mulheres morreram no Peru, vítimas de violência doméstica.</p>