Última hora

Em leitura:

EUA: Trump acusa Hillary Clinton de querer ser a "Angela Merkel americana"

mundo

EUA: Trump acusa Hillary Clinton de querer ser a "Angela Merkel americana"

Publicidade

O candidato republicano à Casa Branca lança mais ataque à rival democrata e, desta vez, pode ter consequências diplomáticas. Num discurso feito esta segunda-feira em Ohio, Donald Trump acusou Hillary Clinton de querer ser a Angela Merkel norte-americana, o que seria uma catástrofe para o país, sobretudo no que diz respeito à resposta à crise dos refugiados.
“Hillary Clinton quer ser a Angela Merkel norte-americana e vocês sabem o quão desastroso tem sido o efeito da imigração massiva para a Alemanha e para os alemães. O crime cresceu para níveis nunca antes imaginados. É uma catástrofe”, garantiu Trump, ainda que não existam dados oficiais sobre esta alegada subida da criminalidade.

Mas há um ano, numa entrevista à Time, Trump dizia mesmo que a chanceler alemã era, provavelmente, a melhor líder do mundo.

Entretanto, do lado democrata houve de imediato reações. Na primeira vez que Clinton contou com o vice-presidente Joe Biden na campanha, Biden tratou de responder ao republicano.
“As ideias de Trump estão profundamente erradas, são muito perigosas e pouco americanas. Revelam uma enorme ignorância da nossa constituição. É a melhor forma de fazer o jogo dos terroristas e da sua propaganda”, afirmou o democrata na Pensilvânia.

Uma média das sondagens nacionais calculada pelo site especializado RealClearPolitics coloca Clinton com uma vantagem de 6,8 pontos em relação a Trump.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte