Última hora

Em leitura:

Centro de detenção de refugiados na ilha de Manus vai ser encerrado

mundo

Centro de detenção de refugiados na ilha de Manus vai ser encerrado

Publicidade

A Austrália comprometeu-se, esta quarta-feira, a encerrar o controverso centro de detenção de refugiados na ilha de Manus, território da vizinha Papua Nova Guiné, mas o destino dos 854 ocupantes ainda não está claro.

O governo australiano, que financia o campo para evitar ter requerentes de asilo no seu território, sugere a integração na Papua ou o regresso aos países de origem.

Alguns refugiados, incluindo crianças, passaram anos neste campo e noutro do país insular de Nauru, que têm sido criticados pela Organização das Nações Unidas e por grupos de direitos humanos.

Em causa estão inúmeros relatos de más condições de vida e abusos por parte das autoridades, mas também dos habitantes locais.

De acordo com a lei australiana, os refugiados ou migrantes intercetados no mar são enviados para os campos nestas pequenas ilhas do Pacífico e nunca são elegíveis para realojamento na Austrália.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte