Última hora

Última hora

Merkel recusa ligação entre refugiados e aumento dos ataques terroristas

A chanceler alemã rejeita que haja uma ligação entre o afluxo de refugiados na Europa e o aumento dos ataques terroristas. No mês passado, a Alemanha foi palco de três ataques em locais públicos levad

Em leitura:

Merkel recusa ligação entre refugiados e aumento dos ataques terroristas

Tamanho do texto Aa Aa

A chanceler alemã rejeita que haja uma ligação entre o afluxo de refugiados na Europa e o aumento de ataques terroristas.

allviews Created with Sketch. Point of view

"O fenómeno do terrorismo islâmico não chegou até nós com os refugiados, já existia antes aqui"

No mês passado, a Alemanha foi palco de vários ataques em locais públicos levados a cabo por requerentes de asilo, dos quais alguns com fortes perturbações emocionais diagnosticadas pelos serviços de saúde.

Merkel disse que “o fenómeno do terrorismo islâmico, do Daesh, não é um fenómeno que chegou até nós com os refugiados, já existia antes aqui. É por isso que as forças de segurança têm de continuar a fazer o seu trabalho, em ligação com os homólogos internacionais, porque só assim poderemos combater o terrorismo”.

A chanceler reagiu, indiretamente, às críticas de Donald Trump, terça-feira, sobre a política de acolhimento de um milhão de refugiados na Alemanha.

O candidato à presidência dos Estados Unidos alegou que tinha feito disparar o crime naquele país e comparou a candidata democrata, Hillary Clinton, a Angela Merkel.

Mas estatísticas da polícia alemã indicam que não há um grande aumento de crimes entre essa parte da população face ao passado.