Última hora

Em leitura:

25 anos depois do início do fim da União Soviética

mundo

25 anos depois do início do fim da União Soviética

Publicidade

25 anos depois, cerca de metade da população da Rússia não sabe nada que no dia 19 de agosto de 1991 houve uma tentativa de golpe de Estado que acabou na desintegração da União Soviética.
De acordo com um inquérito feito pela imprensa russa, cerca de 48% dos entrevistados não se recorda do que aconteceu nesses dias. Entre os jovens de 18 e 24 anos, 90% que nunca ouviu falar deste episódio da história do país e que marcou o resto do mundo.

Um russo entrevistado em Moscovo explica que “nesse dia, 19 de agosto de 1991 já não era possível dar um passo atrás. As pessoas perceberam isso e assim se explica que tenham ido para trás das barricadas e no fim tivessem ganho”.

Um outro entrevistado não demosntra total desconhecimento, mas garante que o tema caiu no esquecimento:“para ser honesto, um quarto de século e muito tempo, se não me tivesse dito não me teria lembrado”.

Uma analista política, Maria Lipman, diz que a atual situação política na Rússia explica parte deste desinteresse pelo dia. Lipman lembra o presidente Putin não gosta muito da ideia das pessoas virem para a rua exprimir as suas vontades, tentarem mudar o curso da história e dos acontecimentos políticos do país. Já o tornou claro muitas vezes ao longo dos anos”.

Recorde-se que no chamado “Golpe de Agosto”, um grupo de membros do Partido Comunista da União Soviética considerava que o programa de reformas o então presidente Mikhail Gorbachev, a Perestroika (reestruturação económica) e Glasnost (transparência política) estavam a ir longe demais. O golpe falhou porque o povo veio para a rua apoiar o governo mas deixou marcas profundas e conduziu ao gradual desmoronamento da União.
Nessa altura o então presidente da República Federativa Socialista Soviética da Rússia, Boris Yeltsin saiu como grande figura deste momento e tornou-se no primeiro presidente da “nova” Russia.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte