Última hora

Em leitura:

Braço-de-ferro entre Volkswagen e fornecedores diminui produção

empresas

Braço-de-ferro entre Volkswagen e fornecedores diminui produção

Publicidade

A Volkswagen diz que vai cortar o número de horas de trabalho a milhares de funcionários em Wolfsburgo. Isto porque a produção está a ser reduzida devido a um conflito com os fornecedores de peças.

O grupo germânico quer reduzir os custos, com peças, para minorar as perdas com o escândalo das emissões de CO2. Um analista diz que se trata de um braço-de-ferro que terminará com um acordo:

“Não é fácil imaginar que se possa forçar uma empresa a entregar peças, particularmente, se elas não são sequer fabricadas. Isso significa que isto é apenas uma demonstração de poder.

Mas eu acho que vai acabar com ambas as partes a chegarem a um acordo, dentro de uma ou duas semanas, porque as empresas estão sob escrutínio público, a partir de agora, e as perdas para os dois lados vão aumentar de dia para dia”, adianta Juergen Pieper, analista que trabalha para o Bankhaus Metzler.

São milhares de milhões de dólares que a Volkswagen está a ter de desembolsar na sequência do escândalo sobre as emissões de CO2 nos Estados Unidos. Situação que tocou também a Europa mas, neste caso, o grupo recusa-se a pagar.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte