Última hora

Em leitura:

EUA utilizou 400 milhões de dólares para pressionar Teerão

mundo

EUA utilizou 400 milhões de dólares para pressionar Teerão

Publicidade

Washington reconhece que só enviou os 400 milhões de dólares para Teerão depois de ver libertados os cinco reféns norte-americanos, mas nega que a verba tenha servido para pagar o resgate.

Em conferência de imprensa, o porta-voz do Departamento do Estado, John Kirby, disse que se tratou de uma estratégia para pressionar Teerão.

“Os eventos precipitaram-se e quando se está nisso 24 horas por dia e já existem preocupações sobre como conseguir retirar os norte-americanos do país, seria irresponsável não tentar manter o máximo de influência“refere o porta-voz do Departamento do Estado, John Kirby

O dinheiro foi enviado ao Irão em janeiro, altura em que os quatro norte-americanos foram libertados. Um outro cidadão – um jovem estudante – acabou por se juntar ao grupo no regresso a casa.

O candidato republicano na corrida à Casa Branca já reagiu.

“O Presidente norte-americano mentiu sobre os 400 milhões de dólares em dinheiro que voaram para o Irão. Obama mentiu sobre os reféns aberta e descaradamente “ defende Donald Trump.

Os Estados Unidos insistem que os cerca de 359 milhões de euros pertenciam ao Irão antes da revolução islâmica e que foram agora devolvidos.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte