Última hora

Em leitura:

JO24: 35 por cento dos húngaros não quer organização do evento

mundo

JO24: 35 por cento dos húngaros não quer organização do evento

Publicidade

Budapeste é uma das cidades candidatas à organização dos Jogos Olímpicos de 2024, mas as últimas sondagens mostram que cerca de 35 por cento dos húngaros não quer que o evento se realize em casa. É mais um argumento que pode deitar por terra as aspirações da cidade que concorre com Los Angeles, Paris e Roma.

“As infraestruturas e os custos associados ao evento podem fazer parte da discussão, mas acredito que a organização dos Jogos Olímpicos iria contribuir para fortalecer o orgulho e a unidade nacional” refere o Presidente do Comité Olímpico da Hungria, Zsolt Borkai.

Os que contestam a ideia lançaram uma campanha pelo “não” nas redes sociais. O objetivo é alertar a população para os custos associados ao evento.

“Isto teria um custo não só para Budapeste, mas para todo o país. E é inaceitável que fossem gastos vários milhões de florins, porque seria esse o preço, quando há outras prioridades” afirma András Dancs, um dos fundadores da campanha.

No Rio de Janeiro, os atletas húngaros conquistaram 15 medalhas, oito de ouro.

Andrea Hajagos: “Este espaço que acolheu os atletas húngaros depois dos Jogos do Rio de Janeiro pode vir a ser o palco dos Jogos Olímpicos em 2024. A decisão vai ser conhecida em setembro de 2017.”

A próxima edição dos Jogos Olímpicos está marcada para 2020 em Tóquio.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte