Última hora

Em leitura:

Atentado na Turquia: Balanço de vítimas em Cizre sobe para 11 mortos e mais de 70 feridos

mundo

Atentado na Turquia: Balanço de vítimas em Cizre sobe para 11 mortos e mais de 70 feridos

Publicidade

Sobe para 11 o número de polícias mortos na sequência da explosão, esta sexta-feira de manhã, de um carro armadilhado junto a uma esquadra em Cizre, no sudeste da Turquia. De acordo com Recep Akdag, o ministro da Saúde turco, a explosão terá provocado ainda mais de 70 feridos.

A explosão terá destruído por completo o edifício da polícia. O primeiro balanço de vitimas referia 8 polícias mortos, mas, de acordo com a agência turca Anadolu, citando o gabinete do Governador da província de Sirnak, outros 3 agentes vieram a morrer no hospital, não resistindo aos ferimentos.

Cizre é uma cidade de maioria curda situada no sudeste da Turquia, junto à fronteira com a Síria e também não muito longe do Iraque, uma vasta região que tem sido palco da investida do grupo terrorista autoproclamado Estado Islâmico (ou ISIL/ ISIS/ Daesh, nos acrónimos inglês e árabe), mas também de confrontos entre forças armadas turcas e rebeldes curdos.

O suposto atentado contra a esquadra da polícia ainda não foi reivindicado, mas os meios de comunicação turcos estão a atribuir a responsabilidade a militantes do PKK, o Partido dos trabalhadores do Curdistão, um grupo independentista curdo definido pela Turquia, os Estados Unidos e a União Europeia como terrorista. As autoridades impuseram, entretanto, a proibição aos meios de comunicação locais de divulgarem mais notícias sobre este caso, mas os video amadores vão-se sucedendo nas redes sociais.

Esta explosão em Cizre acontece, curiosamente, na manhã do terceiro dia da ofensiva turca no norte da Síria contra grupos terroristas onde Ancara inclui o “Daesh”, mas também as YPG, a milícia armada do Curdistão Sírio que tem vindo igualmente a combater os “jihadistas” na Síria com o apoio dos Estados Unidos.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte