Última hora

Em leitura:

Famílias ciganas expulsas de cidade ucraniana após assassinato de menina

mundo

Famílias ciganas expulsas de cidade ucraniana após assassinato de menina

Publicidade

Um grupo de várias famílias de etnia cigana foi expulso da pequena cidade de Loshchynivka, na região de Odessa, no extremo sudoeste da Ucrânia, depois de um membro da comunidade ter sido detido como principal suspeito da morte de uma menina de oito anos. O cadáver da criança foi encontrado no sábado com alegados sinais de violação, adiantam alguns meios de comunicação locais ucranianos.

Alegando saturação de diversos problemas gerados por esta comunidade cigana, os populares queriam vingança e este domingo invadiram o local onde as famílias e o suspeito do crime habitavam. As pessoas já tinham fugido e os habitantes de Loshchynivka limitaram-se a destruir alguns móveis e a pegar fogo a pelo menos uma das casas.

“Três anos passaram desde que eles se instalaram aqui. Tudo piorou. Os ciganos não respeitam as pessoas que já aqui vivem há duzentos anos. A perseguição aos miúdos começou na escola. Já havia também pressão sobre os residentes na vila com roubos e assaltos às casas”, justificou um dos habitantes revoltados, em declarações difundidas por canais de televisão ucranianos e russos.

A polícia não interferiu na invasão, mas terá acordado com as famílias ciganas que pudessem regressar às respetivas casas em segurança, esta segunda-feira, mas apenas para recuperar os pertences e partir de vez. Os últimos relatos oriundos dos meios de comunicação ucranianos dão conta de que a comunidade cigana visada será reinstalada noutro local do distrito de Izmail.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte