Última hora

Em leitura:

Morreu Gene Wilder, génio da comédia

mundo

Morreu Gene Wilder, génio da comédia

Publicidade

O ator norte-americano Gene Wilder morreu aos 83 anos, vítima de complicações causadas pela doença de Alzheimer.

Conhecido sobretudo como comediante, teve várias colaborações com Mel Brooks (Balbúrdia no Oeste, O Jovem Frankenstein), mas é como Willy Wonka em A Fantástica Fábrica de Chocolate (1971) que se torna um ícone. A personagem, criada por Robert Dahl em Charlie e a fábrica de chocolate, seria novamente interpretada por Johnny Depp na adaptação de Tim Burton em 2005.

Wilder foi ainda realizador de A mulher de vermelho (1984), em que fez também o papel principal – o de um homem de meia-idade, pai de família, que perde a cabeça pela fogosa Kelly LeBrock.

Para muitos, será sempre lembrado como o médico que se apaixona pela ovelha de um paciente, em O ABC do Sexo (1972), de Woody Allen.

Wilder foi nomeado duas vezes para o Óscar. A primeira em 1969 na categoria de melhor ator secundário pela sua participação no filme de Mel Brooks, “Os produtores” e, a segunda em 1975 na categoria de Melhor Argumento Adaptado do filme “O Jovem Frankenstein”.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte