Última hora

Em leitura:

Síria: Combates entre turcos e curdos considerados "inaceitáveis" pelos EUA

mundo

Síria: Combates entre turcos e curdos considerados "inaceitáveis" pelos EUA

Publicidade

No norte da Síria, a ofensiva apoiada pela Turquia começou a provocar críticas da parte dos Estados Unidos, aliado de Ancara na NATO.

O exército turco lançou, na semana passada, a operação “Escudo do Eufrates”, que tem por alvo o autoproclamado Estado Islâmico, mas também os curdos das Unidades de Proteção do Povo (YPG), que são apoiados por Washington no combate aos jihadistas.

O Pentágono considera “inaceitáveis” e “fonte de profunda preocupação” os relatos de combates a sul de Jarablus entre “forças armadas turcas, grupos da oposição e unidades ligadas às SDF (Forças Sírias Democráticas)”, lideradas pelos curdos.

Ancara assumiu pela voz do vice-primeiro ministro, Numan Kurtulmus, que a operação em curso visa também impedir a formação de um corredor controlado pelos curdos, a oeste do Rio Eufrates, ao longo da fronteira da Síria com a Turquia.

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Turquia, Mevlut Cavusoglu, acusa mesmo as milícias curdas YPG de estarem a levar a cabo na zona uma “limpeza étnica, incluindo de curdos que não pensam como eles”.

Jarablus foi conquistada ao Daesh na semana passada e desde essa altura a ofensiva apoiada por Ancara tem visado essencialmente áreas controladas pelas chamadas Forças Sírias Democráticas. A Turquia considera as milícias curdas que lideram esta aliança como uma organização terrorista.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte