Última hora

Em leitura:

IFA Berlim: Maior feira de tecnologia da Europa abre portas a 2 de setembro

Sci-tech

IFA Berlim: Maior feira de tecnologia da Europa abre portas a 2 de setembro

In partnership with

A IFA Berlim, a mais importante e tradicional feira de tecnologia da Europa arranca a 2 de setembro na capital alemã.

Um evento onde se espera sejam apresentadas as últimas novidades em termos de informática, telecomunicações, eletrónica em geral.

As inovações nos smartphones são sempre as mais aguardadas mas, para este ano, não se esperam grandes inovações neste mercado:

“Penso que já alcançámos o pico da inovação, não há mais nada que se possa fazer de realmente novo.

Quero dizer, os smartphones podem ser melhores mas, na verdade, não é necessário. Ninguém precisa, realmente de mais, mesmo olhando para um cenário onde se joga e é preciso um bom hardware, todos os jogos funcionam em quase todos os smartphones. Já a realidade virtual é outra questão, talvez precisamos de melhorar um pouco mas isso é algo que pode ser feito facilmente. Os ecrãs podem ser maiores, ter mais resolução. Mas, repito, isso não trás grandes vantagens”, adianta Amir Tamannai, editor do site Giga.

Nos últimos anos, houve um “boom” no mercado dos smartphones de gama média, com as empresas chinesas, com produtos de custo menor, a ameaçarem os gigantes das telecomunicações.

Hoje assiste-se a um abrandamento. A International Data Corporation prevê, para 2016, um aumento de 3,1% nas vendas, o que significa uma queda de 10,5%, face a 2015, e de 27,8 por cento a 2014:

“Por um lado, poder-se-ia dizer que o mercado está saturado, todo a gente tem um smartphone e está satisfeito com ele.
Por isso, não estão à procura de quaisquer outras inovações ou quaisquer novos produtos.

Por outro lado, os fabricantes, também não sabem como inovar. Outra coisa boa para os consumidores, mas má em termos de inovação, é que os smartphones de gama média e baixo custo tornaram-se tão versátil, de tão boa qualidade que não há necessidade de ter os melhores dispositivos”, refere Tamannai.

Os smartphones fazem cada vez mais parte do quotidiano.

Carros, frigoríficos, luz, termóstatos, tudo começa a estar ligado à internet através dos smartphones:

“O smartphone é o cérebro de outras coisas. Podem controlar-se drones, assistir-se a filmes ou jogar jogos de realidade virtual e fazer outras coisas. Todo o sistema em torno dos smartphones está a tornar-se cada vez mais importante. Todos os dispositivos estão ligados, como smartwatches. Bem, não está tudo ligado, ainda. Mas vão se dando pequenos passos nessa direção, passos cada vez maiores”, explica Shu On Kwok, editor do website Android Pit.

Mas haverá, naturalmente, inovações nos próximos anos, mesmo que não representem grandes avanços:

“Penso que o que podemos esperar para os próximos anos é uma melhoria na vida útil das baterias e, provavelmente, melhores câmaras e sensores de impressão digital e uma utilização mais eficiente destes sensores. Uma utilização mais eficiente do hardware e das capacidades de um smartphone”, frisa Tamannai.

Os eventos de lançamento dos novos produtos acontecem antes da IFA, arrancam a 31 de agosto.

A feira abre as portas ao público a 2 de setembro e decorre até ao dia 7.

Artigo seguinte

Sci-tech