Última hora

Em leitura:

O desporto como refúgio para vida "normal" no Iémen

Desporto

O desporto como refúgio para vida "normal" no Iémen

Publicidade

O Iémen tem vindo a ser devastado pela guerra nos últimos anos e mesmo o simples ato de sair de casa pode ser uma aventura sem regresso.

De acordo com as Nações Unidas, a guerra já custou a vida a mais de dez mil pessoas desde março de dois mil e quinze.

Hesham Al-Hulaibi vive em Taizz, uma das cidades mais afetadas, mas nem por isso deixa de tentar viver uma vida normal. O desporto, mais concretamente o judo, desempenha um papel fundamental no seu dia-a-dia;

“O desporto é o que me faz acreditar no futuro. Bem posso procurar trabalho que não encontro, o desporto é uma forma para todos nós descarregarmos as frustrações.”

Casado e com dois filhos, para Al-Hulaibi a prioridade passa por assegurar o seu bem-estar. Em tempos o judo deu-lhe várias alegrias, foi campeão nacional e representou o Iémen em competições internacionais.

Desse tempo restam medalhas e memórias. Hoje em dia o desporto representa esperança mas já sem a ambição de sonhos mais altos:

“É impossível organizar o nosso tempo nos dias que correm, estamos sempre à procura de pão para comer, como é que conseguimos treinar em condições?”

Havendo vontade, sempre se encontra uma forma de improvisar uma sessão de treino no país. No entanto, enquanto não terminar o conflito armado no Iémen, o judo nunca será uma prioridade para Hesham Al-Hulaibi.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte