Última hora

Em leitura:

Rajoy procura apoios no Congresso na véspera da primeira votação da investidura

mundo

Rajoy procura apoios no Congresso na véspera da primeira votação da investidura

Publicidade

É mais uma tentativa para acabar com o impasse político em Espanha e, provavelmente, a última antes de o país avançar para novas eleições legislativas, as terceiras no espaço de um ano.

O presidente do governo espanhol em funções há oito meses foi, ao Congresso apresentar o plano de Governo e tentar conquistar os votos que precisa para ser reeleito. Para Mariano Rajoy não há tempo a perder.

“A Espanha necessita de um governo eficaz com urgência; os espanhóis assinalaram com clareza a preferência pelo Partido Popular e não existe uma alternativa viável” afirma Rajoy.

Fomentar a criação de emprego é a grande prioridade, mas não é a única. O conservador reafirmou, no Congresso, o compromisso com o projeto europeu e lembrou que há um calendário a cumprir.

“O cumprimento dos termos do acordo com a Europa antes do dia 15 de outubro é imprescindível. As consequências seriam de uma extrema gravidade. Falamos, entre outras, de sanções para o nosso país e da perda de importantes fontes de financiamento europeias. Isto para não falar da perda de credibilidade que ganhámos ao longo destes anos” sustenta

Neste momento, Mariano Rajoy conta com 170 votos. Precisa, por isso, de mais seis para chegar à maioria e renovar o mandato na primeira votação da investidura, esta quarta-feira.
Na segunda votação – a agendada para esta sexta-feira – a maioria simples é suficiente, mas vai ser necessário que pelo menos 11 deputados da oposição se abstenham.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte