Última hora

Em leitura:

Atriz húngara encarna Marlene Dietrich em "Boomerang Baby"

Cult

Atriz húngara encarna Marlene Dietrich em "Boomerang Baby"

Em parceria com

A atriz húngara Andrea Fullajtár decidiu encarnar a estrela alemã de cinema, Marlene Dietrich, no seu novo espetáculo, “Boomerang Baby”.

Um encontro entre a musa pacifista e uma figura-chave de manifestações contra o governo da Hungria. Fullajtár ergueu, muitas vezes a vozes em defesa dos refugiados, dos direitos das mulheres, dos sem-abrigo ou dos homossexuais:

“Quando se é uma pessoa conhecida, a nossa responsabilidade é maior, não se pode ficar em silêncio em determinadas situações. Quando uma minoria é atacada, por exemplo. Quem mais pode levantar a voz, se não alguém que é conhecido, cuja voz é ouvida? Por outro lado, permanecendo em silêncio, sinto-me mal, enquanto cidadã. Algo tem ser feito, a situação não pode continuar assim”, adianta a atriz.

Quanto ao espetáculo, “Boomerang Baby”, é inspirado nos pensamentos de Dietrich sobre a vida, o amor, a política, e baseado no livro “ABC de Marlene Dietrich”:

“Ela não tinha medo de dizer o que pensava, não tinha medo das consequências das suas palavras, o que me impressionou muito. Embora, muitas vezes, as consequência daquilo que dizia ou fazia fossem sérias. Ela recusou-se a ser estrela do cinema alemão durante os anos do regime de Hitler. Essa decisão causou, realmente, grandes problemas à sua família que vivia na Alemanha”, explica Andrea.

No espetáculo, Andrea utiliza a dança do ventre para lembrar as apresentações que Dietrich fazia, a solo, na frente de batalha, para os soldados:

“Durante o ensaio comecei a aprender dança do ventre. Disse ao encenador que senti-a que a dança do ventre é uma coisa feminina, uma espécie de arte erótica, mas quando se executa a coreografia de forma mais dura o resultado é muito estranho: torna-se algo dissonante e marcante ao mesmo tempo”, refere a intérprete.

“Boomerang Baby” vai andar em digressão pela Hungria mas espera-se que possa também rumar a paragens internacionais.

Artigo seguinte