Última hora

Em leitura:

Segurança reforçada nas escolas francesas

mundo

Segurança reforçada nas escolas francesas

Publicidade

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há novas regras de segurança nas escolas francesas. Esta quinta-feira, 12 milhões de alunos regressaram às aulas, mas muitos encarregados de educação ficaram à porta do estabelecimento de ensino. O Governo decidiu reforçar as medidas de seguranças após os ataques de novembro em Paris. Ainda, assim, não existe uma uniformização

“A conversa que tive esta manhã com o diretor da escola mostra que há uma ligeira ansiedade e a sensação de que as medidas anunciadas pelos políticos não estão a ser aplicadas da mesma foram em todo o território. Isto porque é uma decisão que cabe aos autarcas tomar” refere Olivier Dosne, presidente da câmara de Joinville-Le-Pont.

Na autarquia de Joinville-Le-Pont, a sul de Paris, por exemplo, só as crianças, professores e funcionários estão autorizados a entrar

“A diferença é que já não podemos entrar na escola, mas penso que isso é positivo porque significa que ninguém pode entrar: adultos ou os desconhecidos” refere Faiza Tebaqui, encarregada de educação.

Em Chartre, a sudeste de Paris, tão importante como a segurança é garantir que as medidas não traumatizam os mais pequenos.

“Se existem medidas adicionais são discretas, talvez para não perturbar as crianças. Penso que as medidas foram reforçadas, mas não são visíveis” acrescenta uma outra encarregada de educação.

Previstos estão, também, exercícios de simulação de ataques terroristas, uma questão que ameaça dividir os franceses.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte