Última hora

Em leitura:

Sociedade brasileira dividida quanto ao futuro político do país

mundo

Sociedade brasileira dividida quanto ao futuro político do país

Publicidade

Ao contrário do Senado que decidiu por maioria, a sociedade brasileira está muito dividida em relação ao futuro e à decisão de afastar Dilma Rousseff. Nas ruas do Rio de Janeiro encontram-se todo o tipo de opiniões. Um residente garante que “não há dúvidas de que foi um golpe porque, independentemente se sou simpatizante de determinado partido ou da presidente, foi uma quebra institucional porque não respeitaram a lei e aproveitaram-se de um momento de maioria no Congresso, de uma crise económica”. Um outro defende que “piorar é difícil, acho que daqui para a frente…só espero que o Temer faça o que tem de fazer, porque senão a gente tira ele de novo!”

A imprensa brasileira garante que Lula da Silva já está a planear a formação de uma frente unida de esquerda, a pensar em 2018. O próprio ex-Presidente apresentou um recurso no Supremo a pedir anulação da votação do Senado.

Com destituição de Dilma, o novo presidente brasileiro partiu de imediato para a China, para a cimeira do G20.
Michel Temer reconheceu entretanto que não terá tarefa fácil nos dois anos de mandato que lhe restam, mas disse que o objectivo do seu Governo é “sair sob os aplausos dos brasileiros”.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte