Última hora

Em leitura:

US Open, 2.a ronda: João Sousa elimina Feliciano López e encontra Grigor Dimitrov

mundo

US Open, 2.a ronda: João Sousa elimina Feliciano López e encontra Grigor Dimitrov

Publicidade

O tenista português João Sousa qualificou-se para a terceira ronda do US Open, a decorrer em Nova Iorque, ao derrotar quinta-feira o espanhol Feliciano López, por 3-2 (6-2, 6-4, 1-6, 7-5).


Atual 36.º do “ranking” mundial, o tenista português precisou de 02h39m para afastar o espanhol, número 18 do ATP e 16.º cabeça de série no torneio norte-americano, o quarto e último evento do “Grand Slam” da temporada.

Com a presença na terceira eliminatória, o vimaranense, de 27 anos, iguala o seu melhor registo em Flushing Meadows. João Sousa vai agora enfrentar o búlgaro Grigor Dimitrov, 22.º pré-designado e atual número 24 do mundo. Dimitrov derrotou nesta segunda ronda o francês Jeremy Chardy, também por 3-2 (4-6, 6-4, 3-6, 6-4 e 6-2).

No histórico, o português derrotou o búlgaro há três anos, então na primeira ronda deste mesmo torneio dos Estados Unidos. Agora, os dois vão disputar um lugar nos oitavos-de-final. No confronto direto, Sousa leva a melhor, por 2-1, tendo perdido, no entanto, o último duelo realizado com o búlgaro, no ano passado, em Kuala Lumpur, num jogo resolvido em três “sets.”

João Sousa, por fim, perdeu todos os seus anteriores quatro encontros em terceiras rondas de torneios do Grand Slam, com Novak Djokovic (US Open 2013), Andy Murrray (Australian Open 2015 e 2016) e Jiri Vesely (Wimbledon 2016).

Serena iguala recorde e Del Potro confirma “mão quente”


A segunda ronda deste US Open ficou marcada pelo recorde igualado pela número 1 do mundo no quadro feminino. Serena Williams enfrentou a compatriota Vania King, venceu com um duplo 6-3 e igualou o recorde de 396 triunfos em torneios do “Grand Slam” da também norte-americana Martina Navratilova, já retirada de competição há mais de vinte anos.

Na próxima ronda, Serena enfrenta a sueca Johanna Larsson e pode isolar-se na posse deste recorde.


De volta ao quadro masculino, destaque para o controverso embate entre Juan Martin del Potro e Steve Johnson. De regresso à competição após longa ausência por lesão, mas entretanto já coroado vice-campeão olímpico, o argentino não tinha pontos suficientes para garantir entrada direta no US Open e recebeu um “wild card”.

O norte-americano — medalha de bronze olímpico em pares — não gostou e mesmo antes do “wild card” ter sido confirmado já havia considerado que a haver o convite, o mesmo deveria ser dado a um tenista da casa.


Del Potro não ficou afetado e com alguma tranquilidade, e espetáculo à mistura, derrotou Steve Johnson, por 3-0 ( 7/6(4), 6/3 e 6/2).

Na próxima ronda deste US Open, a o argentino enfrenta o espanhol David Ferrer. O britânico Andy Murray, atual número 2 do mundo, joga contra o italiano Paolo Lorenzi e o líder do ranking, o sérvio Novak Djokovic, enfrenta o russo Mikhail Youzhny.



Artigo seguinte