Última hora

Polónia pede a Londres que trave vaga xenófoba pós-Brexit

Centenas de pessoas homenagearam este sábado, em Harlow, a norte de Londres, o cidadão polaco mortalmente espancado por um grupo de jovens na semana passada.

Em leitura:

Polónia pede a Londres que trave vaga xenófoba pós-Brexit

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de pessoas homenagearam este sábado, em Harlow, a norte de Londres, o cidadão polaco mortalmente espancado por um grupo de jovens na semana passada.

A marcha, que contou a presença do embaixador polaco no Reino Unido, realizou-se junto ao local da agressão, investigada como um crime xenófobo pela polícia local.

O ataque foi condenado por Varsóvia que denunciou um aumento da violência xenófoba no Reino Unido, desde o referendo ao Brexit, marcado pelos discursos contra a imigração polaca.

Arkadiusz Jozwik, que se encontrava a viver no Reino Unido desde 2012 tinha falecido no hospital, na sequência de graves ferimentos na cabeça.

Seis adolescentes, suspeitos de terem participado na agressão, encontram-se atualmente em liberdade condicional.

O ministro dos Negócios Estrangeiros polaco, Witold Waszczykowski, pediu hoje ao seu homólogo britânico, Boris Johnson, que lute contra a xenofobia, durante uma reunião em Varsóvia.

Segundo a polícia britânica, os crimes xenófobos teriam aumentado em 42% durante a campanha e nas semanas que sucederam o referendo ao “Brexit”.