Última hora

Em leitura:

França: bloqueios e protestos para exigir desmantelamento de "Selva de Calais"

mundo

França: bloqueios e protestos para exigir desmantelamento de "Selva de Calais"

Publicidade

Bloqueio de acessos e marchas de protesto: camionistas, agricultores, comerciantes e habitantes de Calais manifestaram-se para exigir uma data definitiva para o desmantelamento do campo de refugiados e migrantes localizado junto à cidade do norte de França, perto do túnel da Mancha.

Na sexta-feira, o ministro francês do Interior prometeu que o local será desmantelado “o mais rápido possível”, mas não ofereceu um calendário concreto.

Entre os manifestantes, o responsável de um restaurante diz estar “muito cansado” e explica que “não pode mais” com a situação.

Um camionista também afirma estar “farto da situação com os migrantes em Calais”, que acusa de serem “cada vez mais agressivos” e protagonizarem ataques com “pedras, barras de ferro […] e mesmo facas de mato”. E explica que tem “um filho de cinco anos” e não pretende que “ele se torne num orfão”.

As transportadoras queixam-se regularmente de ataques protagonizados por traficantes que pretendem usar os camiões para encaminhar migrantes para o Reino Unido.

Do lado dos manifestantes, a presidente da Câmara de Calais, Natacha Bouchart, diz que “atualmente, a lei em França não permite a detenção de migrantes ou traficantes, nem avançar com ações penais contra eles”.

Desde que as autoridades procederam ao desmantelamento parcial do campo conhecido como a “Selva de Calais”, em Março, o número de refugiados e migrantes aí bloqueados tem estado em constante expansão e calcula-se que albergue atualmente entre sete e nove mil pessoas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte