Última hora

Em leitura:

O ano horrível de Rafael Nadal

Desporto

O ano horrível de Rafael Nadal

Publicidade

É um ano para esquecer para Rafael Nadal, é a primeira vez desde 2004 que o espanhol não chega sequer aos quartos-de-final de nenhum dos quatro torneios de Grand Slam.

No Open dos Estados Unidos o antigo número um do mundo foi surpreendido em cinco sets por Lucas Pouille. Depois de quatro horas em court, o francês garantiu a vitória por de 6-1, 2-6, 6-4, 3-6 e 7-6 e marcou encontro com o compatriota Gaël Monfils nos quartos-de-final.

Depois de duas vitórias por desistência do adversário, o detentor do título Novak Djokovic não sentiu grandes dificuldades para seguir em frente. O sérvio, que persegue o terceiro triunfo em Flushing Meadows, impôs-se ao inglês Kyle Edmund pelos parciais de 6-2, 6-1 e 6-4. O seu próximo adversário é o francês Jo-Wilfried Tsonga.

Nas senhoras, a vencedora do último Open da Austrália, Angelique Kerber também carimbou o passaporte para os quartos-de-final. A alemã deixou pelo caminho Petra Kvitová com uma vitória por 6-3 e 7-5 e tem agora pela frente a finalista vencida do ano passado, Roberta Vinci.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte