Última hora

Em leitura:

Duterte recua depois de ter insultado Obama

mundo

Duterte recua depois de ter insultado Obama

Publicidade

Depois do ataque verbal, o pedido de desculpas. O chefe de Estado das Filipinas já lamentou ter chamado insultado Barack Obama e, em comunicado, disse mesmo que até sente uma grande estima pelo presidente dos Estados Unidos.

Também, o responsável pela comunicação de Rodrigo Duterte veio, entretanto, a público por água na fervura.

“O presidente Duterte explicou que os fortes comentários resultaram do facto de Barack Obama lhe ter tentado dar uma lição sobre as execuções extrajudiciais. O chefe de Estado Filipino lamenta que os seus comentários tenham gerado tanta controvérsia” afirma Martin Andanar.

Na origem da controvérsia, as criticas feitas por Obama à guerra em curso nas Filipinas contra os cartéis de drogas.

As declarações de Duterte levaram a Casa Branca a cancelar a reunião bilateral entre os dois dirigentes prevista para, esta terça-feira, em Laos onde decorre a conferência organizada pela Associação das nações do Sudeste Asiático.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte