Última hora

Última hora

As imagens do módulo espacial Philae numa fenda negra no cometa 67P

Em leitura:

As imagens do módulo espacial Philae numa fenda negra no cometa 67P

As imagens do módulo espacial Philae numa fenda negra no cometa 67P
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de ter estado perdido durante dois anos, o módulo Philae, da Agência Espacial Europeia, foi encontrado numa fenda, no cometa 67P. O incidente passou-se em Novembro de 2014 quando o módulo se separou da sonda Rosetta e posou no cometa 67P. A aterragem não se realizou no local previsto. O módulo ficou parado numa zona acidentada e com pouca exposição solar. Graças às câmaras da sonda Rosetta, foi possível encontrar o módulo.

As imagens da câmara Shiva mostram o módulo de pernas para o ar, em cima de uma pedra, em baixo de um penhasco.

“O módulo estava escondido atrás de uma cordilheira, numa fenda negra. As imagens da câmara Shiva mostram o módulo de pernas para o ar, em cima de uma pedra, em baixo de um penhasco”, explicou Matt Taylor, cientista da Agência Espacial Europeia.

Apesar do incidente, o módulo Philae continuou a enviar dados durante três dias, até ficar sem bateria. Foi possível recolher 60 horas de observações. Para os cientistas, era importante localizar o módulo e conhecer o contexto em que os dados foram recolhidos.

“O legado da missão Rosetta é muito importante. Queremos que, no final da missão, os dados fiquem disponíveis para os cientistas do mundo inteiro”, sublinhou Laurence O’Rourke, coordenador da missão Rosetta.

A missão da sonda Rosetta, da Agência Espacial Europeia, deverá chegar ao fim no final de setembro, com a queda da sonda no cometa 67P.

Mais sobre Sci-tech