Última hora

Em leitura:

Gabão: Bongo aceita recontagem que depende do Tribunal Constitucional

mundo

Gabão: Bongo aceita recontagem que depende do Tribunal Constitucional

Publicidade

Está disponível para uma recontagem dos votos mas a decisão cabe ao tribunal constitucional. É desta forma que o presidente do Gabão, Ali Bongo, reage à pressão internacional e ao pedido de recontagem de votos, depois de ter ganho por escassa margem as controversas eleições presidenciais do último dia 27.

Os observadores das União Europeia constataram anomalias. “Verificámos anomalias nas província de Haut Ogooue, relativamente à taxa de participação total anunciada. Ou seja, os nossos observadores constataram uma participação diferentes nas zonas a que tiveram acesso”, explicou Sarah Crozier, porta-voz da equipa de observadores da UE.

Após o anuncio dos resultados, eclodiram motins e a assembleia nacional foi mesmo incendiada.

A sede do principal candidato da oposição, Jean Ping, em Libreville, foi alvo das forças governamentais.

Pelo menos duas pessoas morreram.

O porta-voz do candidato Jean Ping, conta a sua versão.

“A tática usada pelas tropas consistia em disparar sobre qualquer coisa que se mexesse, matando pessoas. Eles tinham uma ambulância onde punham os corpos e depois os levavam para tornar impossível contar o número dos mortos”, declarou Rene Ndemezo Obiang

O governo explicou que as forças da ordem estavam a tentar capturar os autores do incêndio na Assembleia Nacional, e que estavam armados.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte