Última hora

Em leitura:

Madagáscar aposta na exploração mineira

target

Madagáscar aposta na exploração mineira

Publicidade

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Target foi até Fort Dauphin, no sudeste de Madagáscar, à descoberta de uma mina impressionante com 2800 hectares. É explorada desde 2008, por um gigante internacional do setor, e representa um investimento de, aproximadamente, 800 milhões de dólares.

“Aqui, produzimos ilmenite – que é um mineral de titânio. O titânio é utilizado na produção de pigmento branco para tintas ou papel, por exemplo. E também produzimos o metal de titânio utilizado na indústria aeronáutica”, adianta o Geólogo da Rio Tinto, Jean Pascal Valiarimanana.

São produzidas 300 mil toneladas de ilmentite, anualmente. A implementação desta mina – uma parceria entre a empresa, o Estado e a região de Fort Dauphin – veio alterar completamente a economia local.

O Presidente da Rio Tinto, Fanja Rakotomalala diz que: “a segurança pública melhorou assim como a educação, a saúde, a formação profissional ou a promoção das pequenas e médias empresas, para garantir a otimização da participação local no projeto.”

Surgiram 350 novas empresas na região e esta mina emprega 1400 pessoas. Foi construído um novo porto e uma nova estrada. O porto está também aberto a receber navios de cruzeiro. Este projeto representa uma forma inédita de conceber a exploração mineira. No coração do terreno existem 230 hectares de floresta, totalmente protegidos, e um viveiro que permite a reabilitação gradual da flora do terreno explorado.

O compromisso ambiental é essencial em Madagáscar, onde as leis são rigorosas e monitorizadas a nível internacional. O setor mineiro foi identificado como sendo essencial para o desenvolvimento de Madagáscar. O sucesso em Fort Dauphin levou a outro mega projeto de exploração de níquel e cobalto, com um investimento dez vezes superior.

Segundo o Ministro das Minas e do Petróleo, Ying Vah Zafilahy:“temos 100 milhões de toneladas de reservas de bauxite. Também existe ferro no solo. As reservas rondam 600 milhões de toneladas. Estes números são confirmados. Há que haver rapidez, mas sem precipitação. É preciso avaliar todos os pontos de vista desta nova regulamentação mineira, para que contribua para desenvolvimento nacional e para que tenha a maior longevidade possível.”

O ouro, as pedras preciosas e o urânio são outras potenciais riquezas. “Competimos com muitos países de África, da Ásia e outros locais. É preciso existir uma estrutura competitiva para atrair investidores “sérios” que pretendem trabalhar a longo prazo”, acrescenta Fanja Rakotomalala.

Estão a ser feitos esforços para tornar este ambiente possível. Em breve vão ser implementadas novas leis relativas à exploração mineira, para encontrar o equilíbrio fiscal e financeiro.
As três regras de ouro, para uma fórmula vencedora são: atrair investidores; fazer com que os investimentos sejam rentáveis para Madagáscar enquanto se protege o meio ambiente.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte