This content is not available in your region

Roma: Autarca enfrenta mais uma demissão do Executivo

Access to the comments Comentários
De  Miguel Roque Dias  com ANSA; Reuters
Roma: Autarca enfrenta mais uma demissão do Executivo

<p>Virginia Raggi enfrenta mais uma demissão no executivo da Câmara Municipal de Roma.</p> <p>A primeira mulher eleita para liderar a autarquia da capital italiana vê agora sair o assessor na área das Finanças, Raffaele De Dominicis, nomeado há apenas quatro dias.</p> <p>De acordo com a nota divulgada pela autarca, na rede social Facebook, a nomeação do antigo procurador-geral do Tribunal de Contas da Lazio foi rejeitada pelo Movimento ’5 estrelas’ pelo qual Raggi ganhou as eleições em Roma, em junho.</p> <iframe src="https://www.facebook.com/plugins/post.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fvirginia.raggi.m5sroma%2Fposts%2F642770635905389&width=500" width="500" height="262" style="border:none;overflow:hidden" scrolling="no" frameborder="0" allowTransparency="true"></iframe> <p>A saída de De Dominicis surge dias depois de 5 demissões do executivo camarário.</p> <p>A 2 de setembro, a líder camarária anunciou que iria afastar Carla Raineri, a chefe de gabinete, em nome da “transparência” depois de a Autoridade Nacional Anticorrupção ter apontado suspeitas que envolviam Raineri. Esta, porém, demitiu-se antecipando a decisão de Raggi.</p> <p>Poucas horas depois, Raggi enfrenta mais quatro saídas: Marcello Minenna, assessor na área das Finanças; Marco Rettighieri, diretor-geral da empresa de transportes públicos de Roma; Armando Brandolese, <span class="caps">CEO</span> desta entidade e Alessandro Solidoro, <span class="caps">CEO</span> da <span class="caps">AMA</span>, empresa pública gestora da recolha de lixo.</p> <p>Virginia Raggi está ainda sob fortes críticas depois da nomeação da assessora para o Meio Ambiente. Paola Muraro está sob investigação por fraude, tráfico ilegal de lixo e abuso de poder enquanto trabalhava na <span class="caps">AMA</span>, a agência que gere os resíduos em Roma. </p> <p>O líder do Movimento “5 estrelas”, Beppe Grillo, mantém ao apoio a Raggi.</p> <p>“Ela está a resistir, psicologicamente, muito bem e ela vai continuar. Nós vamos acompanhar aquele programa do Movimento ’5 estrelas’, que vai ser muito bem explicado aos romanos. Ela está a passar pela mesma situação que o primeiro autarca negro teve de enfrentar em 1968, no Mississípi”, afirma o dirigente.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="it" dir="ltr">Avanti per Roma <a href="https://t.co/mnXImXiG0a">https://t.co/mnXImXiG0a</a></p>— Movimento 5 Stelle (@Mov5Stelle) <a href="https://twitter.com/Mov5Stelle/status/773865378313273348">September 8, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Virginia Raggi afirmou não saber da investigação e que não aceita a demissão de Paola Muraro.</p> <p>Apesar da crise instalada no executivo da Câmara Municipal da “Cidade Eterna”, Virginia Raggi, já fez saber que não vai renunciar ao cargo que assumiu em junho.</p>