Última hora

Em leitura:

#LigaPortuguesa, J4: Sporting imparável na liderança, Benfica com "estrelinha"

Desporto

#LigaPortuguesa, J4: Sporting imparável na liderança, Benfica com "estrelinha"

Publicidade

O Benfica entrou nesta quarta jornada, após a primeira pausa para jogos de seleções esta temporada, sem poder contar com os habituais avançados. Mitroglou, Jonas e Jimenéz estavam lesionados. Rui Vitória confiou o ataque ao jovem Gonçalo Guedes e ao estreante Rafa. Mais à frente estreou Zé Gomes, de 17 anos.


Lito Vidigal respondeu com a adaptação de Nuno Coelho ao centro da defesa do Arouca, mas não foi feliz. Aos 16 minutos, um lance aparentemente controlado por Hugo Basto e Nuno Coelho acabou com a bola a tabelar em Nélson Semedo, a entrar na baliza de Bracali e a adiantar o Benfica no marcador.

Os anfitriões não conseguiram reagir devidamente e os bicampeões, com Rafa em destaque, podiam ter dilatado a vantagem. Lito Vidigal mexeu ao intervalo, mas foi o Benfica a voltar a encontrar o caminho das redes adversárias. Golo do central Lisandro Lopez.

O Arouca esboçou, então, uma reação, e conseguiu reduzir num fulgurante cabeceamento de Walter Gonzaléz. Rafa saiu lesionado – deverá ter de parar 4 semanas – e o Benfica só voltou a importunar Bracali num livre de Grimaldo perto do fim. Ainda assim, o triunfo não fugiu às “águias”, que jogam terça-feira na Liga dos Campeões com o Besiktas, e o Arouca somou a terceira derrota da temporada.

Sporting mantém-se imparável


O Sporting entrou em campo, no sábado, a estrear o holandês Bas Dost de leão ao peito e Joel Campbell pela primeira vez no “11”. Foram, no entanto, dois dos “meninos” da casa a abrir o marcador diante do Moreirense: William Carvalho cruzou e Gelson Martins marcou pela segunda jornada consecutiva.

Os visitantes não estavam em passeio e pareciam querer discutir o resultado, mas pouco depois ficaram reduzidos a “10”, por duplo amarelo de Ângelo Neto por entrada dura sobre William.

“Orfã” de João Mário, a equipa de Jorge Jesus denotou falta de talento e inspiração na construção ofensiva, valendo-se sobretudo da velocidade nos flancos e da dinâmica de Adrien no miolo. Bas Dost pareceu um pouco à deriva na frente. Alan Ruiz fez… de Teo e pareceu desenquadrado da equipa.

Após o intervalo, o Sporting surgiu um pouco melhor e, aos 53 minutos, no único lance em que foi digno de registo pela positiva, Alan Ruiz cruzou para Campbell assinar o 2-0. Escassos minutos volvidos, Bas Dost, sentado no chão e em jogada de insistência, fez o 3-0.


Jesus aproveitou para apresentar ao público outros reforços: Markovic (bons pormenores em velocidade), André (alguns bons apontamentos técnicos) e Elias (o mais rodado e ambientado).

O Sporting geriu o regresso à liderança, já a pensar na visita ao Real Madrid, no arranque da Liga dos Campeões.

FC Porto imita “chapa 3”


Os “dragões” receberam o Vitória de Guimarães e retomaram a senda dos triunfos depois da derrota em Alvalade. Nuno Espírito Santos (NES) estreou Depoitre e Olíver Torres como titulares, juntando o belga a André Silva na frente.

Os minhotos – sem Marega, emprestado pelo FC Porto – entraram atrevidos e logo aos 2 minutos Xande Silva obrigou Casillas a intervir. Os anfitriões sentiram o aviso e partiram para cima do adversário.


Após vários lances desperdiçados e até um golo anulado a André Silva, Marcano abriu o marcador aos 38 minutos. Após o descanso, bastaram 10 minutos para arrumar a história do jogo. Otávio beneficiou de um desvio nas costas de Olíver para fazer o 2-0. Aos 56, um autogolo de João Aurélio fechou o marcador.

Antes do apito final destaque para uma grande defesa de Casillas a remate de Raphinha. Os “dragões” afastaram-se dos vimaranenses na tabela e colocaram-se a 3 pontos do líder, em vésperas de receberem no Dragão o FC Copenhaga, na Liga milionária.

Braga iguala Benfica antes do duelo na Luz


O Sporting de Braga recebeu, domingo à noite, o Boavista e venceu, por 3-0. Hassan (28 minutos), Pedro Santos, de grande penalidade algo forçada (62’) e Wilson Eduardo (68) foram os autores dos golos que colocam os arsenalistas lado a lado com o Benfica, a 2 pontos do Sporting. Na próxima jornada, o Braga visita a Luz.

Pouco depois, o Vitória de Setúbal foi a Chaves somar o segundo empate da temporada, o primeiro sem golos. Os sadinos continuam, ainda assim, sem perder, aliás, como os flavienses.

O Rio Ave, por seu turno, foi ao Funchal agravar a situação do Marítimo. Um golo de Guedes valeu os 3 pontos aos vila-condenses e custou aos insulares a segunda derrota em outros tantos jogos em casa.

De manhã, o Estoril visitou Paços de Ferreira, num jogo sem golos, mas que valeu aos “canarinhos” o primeiro ponto da temporada e aos “castores” o segundo.

Em pior situação, ainda assim, estão os outros representantes da Madeira neste campeonato. O Nacional visitou sábado o Restelo, até esteve a ganhar, mas o Belenenses deu a volta e venceu 2-1.

A fechar esta quarta jornada, o Tondela deslocou-se a Santa Maria da Feira e pereu por 1-0. Um bis do grego Karamanos bastou ao Feirense para somar a segunda vitória na Liga, de nada valendo o golo de Mamadu, a reduzir a desvantagem aos 68 minutos.

Artigo seguinte