Última hora

Em leitura:

Arábia Saudita reforça segurança em Meca

mundo

Arábia Saudita reforça segurança em Meca

Publicidade

Segurança reforçada na Arábia Saudita numa altura em que milhões de peregrinos muçulmanos celebram a Festa do Sacrifício – o Eid al-Adha. O rito da lapidação do diabo que decorre em Mina, nos arredores de Meca, e se prolonga até quarta-feira, é um dos pontos altos das celebrações, mas também um dos mais sensíveis.

Na memória está ainda bem presente a debandada que em setembro de 2015 provocou a morte de mais de 2 mil participantes.

“Este ano, o ambiente foi tranquilo. Os agentes de segurança controlaram as entradas e as saídas e não permitiram que as pessoas dormissem na rua. Foi tudo muito bem organizado, mesmo em termos de segurança” refere Omar Al Naggar, um peregrino do Egito.

“Não tive medo das debandadas ou de morrer. Temos fé independentemente do que possa acontecer. Viver ou morrer não depende de nós, não depende da nossa vontade” acrescenta Um Eiman, uma peregrina egípcia.

No ano passado, mais de 400 iranianos morreram em Meca

Este ano, e pela primeira vez em cerca de três décadas, dezenas de milhares de iranianos foram impedidos de participar na peregrinação anual.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte