Última hora

Itália: O regresso à escola 20 dias depois do sismo

Em Vila San Cipriano, no distrito de Amatrice, cerca de 200 crianças regressaram às aulas, 20 dias depois do sismo que devastou o centro de Itália.

Em leitura:

Itália: O regresso à escola 20 dias depois do sismo

Tamanho do texto Aa Aa

Em Vila San Cipriano, no distrito de Amatrice, cerca de 200 crianças regressaram às aulas, 20 dias depois do sismo que devastou o centro de Itália.

É nesta escola construída em apenas 17 dias que vão ficar enquanto decorrem as obras para recuperar o estabelecimento de ensino, que ficou parcialmente destruído a 24 de agosto.

“É um novo início para as crianças, de voltarem à vida normal depois de tudo o que aconteceu e de todas as pessoas que morreram. É um recomeço que lhes pode dar um pouco de tranquilidade” refere uma encarregada de educação.

A diretora da nova escola diz que uma das apostas passa pelas atividades extracurriculares.

“Estamos a preparar vários projetos educativos. As crianças vão ter aulas, mas queremos desenvolver outras atividades durante o dia. Estamos a falar de atividades como o desporto, arte e escultura” afirma Maria Rita Pitoni.

A construída por elementos da proteção civil, a nova escola vai acolher crianças entre os 3 e os 18 anos de idade e tentar devolver o sorriso a quem o perdeu.