Última hora

Em leitura:

Rússia nega autoria de ataque informático à Agência Mundial Antidoping

Desporto

Rússia nega autoria de ataque informático à Agência Mundial Antidoping

Publicidade

O ataque informático à base de dados da Agência Mundial Antidoping irá obrigar o Comité Olímpico Internacional a mostrar os seus dotes na área da diplomacia para evitar uma guerra fria no desporto.

Os nomes divulgados pertencem todos a atletas norte-americanas e o ataque é visto como uma resposta da Rússia à suspensão de que foi alvo para os Jogos Olímpicos, uma teoria fortemente contestada por Vitaly Mutko:

“Como é que conseguem provar que os piratas informáticos são russos? Podem culpar a Rússia por tudo, somos sempre os maus. Eu não sei, não tenho essa informação. Também estamos preocupados porque também têm acesso a dados de atletas russos e também podemos ser vítimas.”

O ministro do desporto russo junta a sua voz aos que exigem uma resposta firme por parte das autoridades:

“A situação é má, toda esta informação, todos os dados pessoais devem ser protegidos. Na Rússia temos uma lei para isto. Alguém roubou essa informação, os responsáveis pelo ataque informático devem responder perante a justiça.”

Simone Biles, Serena e Venus Williams e Elena Delle Donne foram as desportistas que viram os seus dados pessoais expostos, o grupo responsável pelo ataque garante que isto se trata apenas do início.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte