Última hora

Em leitura:

Snowden pede perdão a Obama em vésperas do lançamento da "biopic" de Oliver Stone

mundo

Snowden pede perdão a Obama em vésperas do lançamento da "biopic" de Oliver Stone

Publicidade

Foi apresentada esta quarta-feira uma campanha mundial para sensibilizar o Presidente dos Estados Unidos a perdoar Edward Snowden. Integradas na campanha estão três das maiores organizações não governamentais de defesa dos direitos humanos: a Amnistia Internacional, a União Americana pelas Liberdades Civis e a Human Rights Watch.

O analista de sistemas informáticos está há dois anos exilado em Moscovo, na Rússia, após ter entregue a jornalistas uma série de documentos que revelavam um esquema de espionagem internacional liderado pela agência norte-americana de segurança internacional (NSA). Snowden justificou a denúncia por considerar que o esquema de espionagem punha em causa a privacidade dos cidadãos.

Através de videoconferência, o próprio Edward Snowden explicou porque deve ser perdoado por Obama e referiu-se à Lei de Espionagem de 1917, criada para proibir à altura quaisquer interferências nas operações militares.

“Esta lei anti-espionagem da época da primeira Guerra Mundial não faz distinção entre os que revelam a jornalistas informações críticas de interesse público e os espiões que vendem segredos de Estado a potências estrangeiras em benefício próprio. A minha preocupação não é apenas a minha pessoa. Se outros denunciantes forem condenados a longas penas de prisão sem sequer uma oportunidade de explicar as suas motivações perante um júri, isso vai ter um efeito muito negativo noutros futuros denunciantes a trabalhar, como eu fiz, para expor abusos do governo”, avisou o analista exilado.

Washington já fez saber que não vai recuar na acusação de violação do Ato de Espionagem e de traição. Snowden enfrenta um pedido de extradição para ser julgado nos Estados Unidos e incorre numa pena de prisão de até 30 anos.

A campanha global pelo perdão de Obama a Snowden surge na véspera do lançamento comercial do filme biográfico realizado por Oliver Stone, baseado na combinação de dois livros sobre Edward Snowden, um escrito pelo advogado russo do analista e outro pelo jornalista britânico Luke Harding.

Com estreia em Portugal e no Brasil marcada para 22 de setembro, “Snowden” conta com o ator Joseph Gordon-Levitt no papel do analista informático.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte