Última hora

Em leitura:

Brexit: BoE está menos pessimista mas não descarta nova intervenção

economia

Brexit: BoE está menos pessimista mas não descarta nova intervenção

Publicidade

O Banco de Inglaterra (BoE) não descarta um novo corte das taxas de juro este ano, mas para já decide esperar.

Na reunião desta quinta-feira, o banco central do Reino Unido manteve as taxas de juro no mínimo histórico de 0,25%. O programa de compra de dívida soberana fica inalterado no montante de 435 mil milhões de libras.

Em agosto, a instituição liderada por Mark Carney avançou com medidas para fazer face ao impacto do Brexit na economia britânica. Agora, o Comité de Política Monetária mostra-se menos pessimista.

Alguns dados económicos têm-se revelado melhores do que o esperado, como se pode ler nas minutas da reunião. A começar pelas vendas a retalho. Em termos mensais, em agosto, as vendas recuaram 0,2%, mas a progressão é de 6,2% em termos anuais. Além disso, no mês passado, a inflação manteve-se estável nos 0,6%, quando os economistas e o banco central esperavam uma subida devido à desvalorização da libra. E a taxa de desemprego continua a ser de 4,9%.

No atual cenário, o banco central subiu as previsões para o terceiro trimestre. O PIB deverá crescer entre 0,2 e 0,3% entre julho e setembro. A previsão anterior apontava para uma progressão de 0,1%.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte