Última hora

Em leitura:

Matteo Renzi critica a gestão europeia da crise migratória

mundo

Matteo Renzi critica a gestão europeia da crise migratória

Publicidade

A União Europeia deixou a Itália sozinha face à crise dos migrantes – segundo o primeiro-ministro italiano.

Matteo Renzi sublinhou este sábado em Florença estar desiludido por não terem sido discutidos na cimeira informal de Bratislava projetos de desenvolvimento para os países de origem dos migrantes.

Depois de ter recusado participar na conferência de imprensa de sexta-feira do presidente francês François Hollande e da chanceler alemã Angela Merkel, afirmando não partilhar das conclusões de ambos sobre a cimeira, Renzi defendeu que a austeridade orçamental é uma falsa receita e que a Itália ficou sozinha face ao afluxo de migrantes.

Se a União Europeia não avançar com acordos de desenvolvimento para África “serei eu a fazê-los sozinho”, disse o chefe do governo italiano.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte