Última hora

Em leitura:

Rússia: Oposição denuncia casos de falsificação do escrutínio

mundo

Rússia: Oposição denuncia casos de falsificação do escrutínio

Publicidade

Os eleitores russos elegem este domingo os deputados para a Duma (câmara baixa do Parlamento) e dirigentes do poder local em 38 regiões.

Os analistas não esperam grandes novidades deste escrutínio, convencidos de que o Presidente Vladimir Putin consolidará mais ainda o poder.

As sondagens dão 40% dos votos ao partido no governo, Rússia Unida, 12% ao Partido Liberal-Democrata de Vladimir Jirinovski, e cerca de 7,4% ao Partido Comunista de Guennadi Ziuganov.

Entretanto, a oposição crítica de Putin denuncia “casos de falsificação do escrutínio. Segundo a Rádio Eco de Moscovo, acontece em várias regiões as pessoas serem pagas para votarem mais de uma vez.

Os resultados oficiais serão conhecidos só segunda-feira

As legislativas de 2011 ficaram marcadas por por acusações de fraude, desencadeando uma vaga de protestos em Moscovo, com a participação de dezenas de milhares de pessoas.

O Kremlin reforçou então o controlo policial e muitos ativistas foram condenados a penas de prisão, introduzindo ao mesmo tempo algumas medidas de liberalização. O mínimo de votos exigido para que um partido possa ter representação na câmara baixa do parlamento passou de 7% para 5%. Metade dos 450 deputados passou a ser escolhida pelas listas partidárias, metade por mandato direto.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte