Última hora

Em leitura:

François Hollande diz "Basta!" ao conflito sírio na AG das Nações Unidas

mundo

François Hollande diz "Basta!" ao conflito sírio na AG das Nações Unidas

Publicidade

François Hollande foi assertivo frente à assembleia geral das Nações Unidas sobre o conflito na Síria.

Descrevendo Alepo como uma cidade “martirizada” e face a milhares de crianças mortas, populações famintas, ajuda humanitária sob ataque e o uso de armas químicas, havia uma declaração premente a fazer:

“Tenho uma coisa para dizer aqui: já chega. Tal como em fevereiro passado, o cessar-fogo foi mantido apenas por uns dias. O regime (de Bashar al-Assad) é responsável pelo seu falhanço. E não pode eximir-se através das violações que terceiros cometem. Diria que os apoiantes estrangeiros da Síria, que todos sabemos aqui quem são, precisam de fazer com que o regime aceite a paz, se não eles terão de partilhar com o regime a responsabilidade pela divisão e caos na Síria.”

Do púlpito da ONU, Hollande enumerou quatro requisitos: “impor um cessar-fogo, assegurar a entrega imediata de ajuda humanitária, permitir o reinício das negociações políticas e sancionar a utilização de armas químicas.”

A guerra na Síria entrou agora no sexto ano.

Mais de 500 mil pessoas morreram e milhões foram deslocadas ou forçadas a fugir.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte