Última hora

Em leitura:

Entrevista: Assad acusa EUA de cumplicidade com o Daesh

mundo

Entrevista: Assad acusa EUA de cumplicidade com o Daesh

Publicidade

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Bashar el-Assad acusa os Estados Unidos de cumplicidade com o grupo radical Estado Islâmico, no conflito sírio. As palavras foram ditas na entrevista que o presidente sírio deu ao repórter Ian Philips, da agência Associated Press.

Ian Philips, AP: Acredita que pode haver uma parceria entre a Rússia e os Estados Unidos contra grupos rebeldes, tal como está no acordo?

Bashar el-Assad: Na prática sim, mas na realidade não, porque os Estados Unidos não têm vontade de lutar contra a Al-Nusra ou sequer contra o Daesh. É uma carta que podem usar em benefício da própria agenda deles. Se atacarem a al-Nusra ou o Daesh, perdem uma carta importante no que toca à situação na Síria. Por isso, não acredito que os Estados Unidos estejam prontos a juntar-se à Rússia na luta contra os terroristas na Síria.

Esta semana, os Estados Unidos disseram que o ataque da coligação contra tropas sírias foi um acidente. Aceita essa explicação?

Não, não aceito. Porque não era um, eram quatro aviões que não pararam de atacar a posição das tropas sírias durante cerca de uma hora ou mais. Isso em primeiro lugar. Em segundo lugar, não atacaram um edifício específico num bairro específico – atacaram uma vasta zona constituída por várias colinas e não havia quaisquer grupos terroristas perto de onde estavam as tropas sírias. O Daesh atacou logo depois do ataque norte-americano.

A entrevista na íntegra:

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte