Última hora

Em leitura:

"Não podemos atrasar um minuto que seja a nossa chegada a Marte"


space

"Não podemos atrasar um minuto que seja a nossa chegada a Marte"

Em parceria com

A tensão aumenta à medida que a sonda se aproxima cada vez mais do Planeta Vermelho. Neste Destination Mars, falámos com Michel Denis, diretor de voo da missão ExoMars.

Segundo Denis, “a fase de cruzeiro está quase terminada. Deixámos a Terra há pouco mais de seis meses. Dentro de algumas semanas, alcançamos Marte. Não podemos atrasar nem um dia, nem um minuto que seja, a nossa chegada. Tudo depende de nós. Não se pode parar a contagem decrescente.”

“A probabilidade de sucesso da sonda TGO é muito elevada. Também é elevada no caso do módulo de aterragem Schiaparelli, se bem que é mais difícil aterrar em Marte do que se instalar em órbita”, considera.

Afinal de contas, salienta este cientista, “Marte representa um sonho. São as distâncias gigantescas e a ideia de que, um dia, o Homem poderá visitá-lo e instalar-se lá. E há claro aquela outra ideia de ter existido ou haver ainda vida em Marte.”

Os nossos destaques

Artigo seguinte

space

As possíveis origens do metano em Marte