Última hora

Em leitura:

"Clash": o interior de uma carrinha da polícia, durante a revolução egípcia


cinema

"Clash": o interior de uma carrinha da polícia, durante a revolução egípcia

Em parceria com

Aplaudido na seccão Un certain Regard, em Cannes, “Clash”, de Mohamed Diab, é a escolha do Egito para os próximos Óscares.

A ação de “Clash” passa-se no interior de um veículo militar durante a revolução egípcia, em 2013. Dentro da viatura, encontram-se pessoas aparentemente muito diferentes: membros da Irmandade Muçulmana, revolucionários e apoiantes dos militares.

Para quem sofre de claustrofobia, Clash é um filme difícil. Foi rodado dentro das quatros paredes de uma carrinha de polícia, o que suscita um certo nervosismo, para o espetador.

Os atores são excelentes. O realizador admite que a rodagem foi extremamente dificil, o elenco passou quatro semanas num espaço fechado.

Para o diretor de fotografia, o desafio foi enorme: sozinho, ao lado dos atores, no interior do veículo, Ahmed Gabr conseguiu criar uma poderosa experiência cinemática.

Para Mohamed Diab, “Clash” não é apenas um condensado de tensão, é um filme sobre a humanidade e a coexistência.

Os nossos destaques

Artigo seguinte

cinema

Emily Blunt em "A Rapariga no Comboio"