Última hora

Última hora

Preocupação em Wall Street antes do primeiro debate presidencial

A bolsa de Nova Iorque iniciou a semana em queda, com os investidores de olhos postos no primeiro debate presidencial entre Hillary Clinton e Donald Trump, esta noite, em Nova…

Em leitura:

Preocupação em Wall Street antes do primeiro debate presidencial

Tamanho do texto Aa Aa

A bolsa de Nova Iorque iniciou a semana em queda, com os investidores de olhos postos no primeiro debate presidencial entre Hillary Clinton e Donald Trump, esta noite, em Nova Iorque.

O Dow Jones abriu a perder 0,38%, o Nasdaq recuava 0,56% e o S&P 500 cedia 0,47%.

Uma das últimas sondagens nacionais, mostra Clinton e Trump praticamente empatados na corrida à Casa Branca e Wall Street abre os olhos para uma realidade: a eventual vitória do candidato republicano.

Segundo o Citigroup, as hipóteses de vitória de Trump subiram de 35 para 40%.

Para os investidores, Hillary Clinton incarna a continuidade política e económica, enquanto Donald Trump representa a incerteza. Por isso, o Citigroup alerta para oscilações dos mercados até às eleições em novembro e a subida das cotações de matérias-primas, como o ouro.

A isto junta-se uma outra interrogação: Quando é que o banco central norte-americano vai subir, novamente, as taxas de juro?

Hillary Clinton é ainda a preferida dos empresários.

O Wall Street Journal revela que os executivos de 89 das 100 maiores empresas norte-americanas não apoiam nenhum dos candidatos . Nenhum apoiou financeiramente a campanha de Trump e apenas 11 estão ao lado de Clinton.

No entanto, o debate desta noite, segundo a agência Reuters, poderá determinar a escolha de metade dos eleitores indecisos. Espera-se, por isso, uma audiência recorde.