Última hora

Última hora

Argel: OPEC sem acordo para travar a produção

A reunião informal dos países exportadores de petróleo em Argel parece condenada a terminar sem um acordo para travar a produção.

Em leitura:

Argel: OPEC sem acordo para travar a produção

Tamanho do texto Aa Aa

A reunião informal dos países exportadores de petróleo em Argel parece condenada a terminar sem um acordo para travar a produção.

O ministro iraniano do Petróleo, Bijan Namdar Zanganeh, reiterou esta quarta-feira que o seu país não está disposto a congelar a produção de petróleo aos níveis atuais, condição exigida pela Arábia Saudita para reduzir a sua produção.

Os dois principais produtores da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) permanecem longe de um compromisso.

Paira sobre esta reunião informal, à margem do Forum Internacional da Energia, a determinação de Teerão, que quer recuperar a quota de mercado que tinha antes das sanções internacionais, de 4 milhões de barris por ano, para reconquistar o segundo lugar entre os produtores de petróleo.

O ministro saudita da Energia, Indústria e Recursos Minerais, Khalid Al-Falih, tentou mostrar-se otimista, mas a Arábia Saudita encontra-se refém da sua própria estratégia, pois dois anos de guerra de preços para manter a quota de mercado custaram já a Riad dezenas de milhar de milhões de dólares.

Esperava-se que a Rússia, um dos maiores exportadores de petróleo mundial, embora não integre a OPEP, anunciasse em Argel a decisão de reduzir a produção, atualmente em níveis máximos, mas o ministro russo de Energia, Alexander Novak, não confirmou.

Entretanto o petróleo prossegue na senda da desvalorizar nos mercados internacionais, comm o Brent a baixar em Londres 1,54% para 46,62 dólares, enquanto o West Texas Intermediate (WTI), negociado em Nova Iorque, desce 1,48% para 45,25 dólares.