Última hora

Em leitura:

Jordânia promete punir todos os apelos ao ódio na Internet


Jordânia

Jordânia promete punir todos os apelos ao ódio na Internet

As autoridades jordanas prometem perseguir todos os que incitem ao ódio nas redes sociais, três dias após o assassínio de Nahed Hattar, frente ao tribunal de Amã. O escritor foi a enterrar esta quarta-feira, após o ataque, num momento em que era julgado por partilhar uma caricatura nas redes socias, considerada como um insulto ao Islão. As autoridades afirmam ter detido várias pessoas na sequência de comentários ofensivos na Internet, como um homem que exigia a libertação do assassino de Hattar.