Última hora

Em leitura:

Delegação de oposição síria pede maior envolvimento ao Egito


Egipto

Delegação de oposição síria pede maior envolvimento ao Egito

Uma delegação da oposição síria foi recebida pelo ministro dos Negócios Estrangeiros egípcio, para tentar obter o empenhamento do Cairo na procura activa de uma solução para o conflito sírio.

A reunião acontece quando todas as rondas negociais e o acordo feito entre a Rússia e os Estados Unidos falharam e prossegue a escalada de violência na Síria, em particular em Alepo, como diz um dos representantes, Jamal Suliman: “Depois de ter grandes esperanças, grandes expectativas relativamente ao recente acordo Rússia-Estados Unidos quanto a tréguas e cessação de hostilidades na Síria, com a preparação do lançamento de uma nova ronda negocial em Genebra…percebemos agora que as coisas estão num ponto pior que antes.”

A delegação negociadora, que incluiu Jamal Suliman, Kassem Al Khatib e Firas Al Khaledy e foi liderada por Jihad Makdissi, ex porta voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros sob o governo de Bashar al-Assad,
pediu ao governo egípcio que envidasse maiores esforços enquanto importante parceiro regional na zona árabe.

O objectivo agora é um cessar fogo que permita a ajuda humanitária necessária aos sírios, diz Jihad Makdissi: “Ninguém tem de ser equidistante quanto a cada um dos lados. Algumas decisões foram emitidas pelo Conselho de Segurança e queremos apenas que sejam implementadas, tal como a Declaração de Genebra ou a Convenção de Viena, que declaram o retomar das negociações, são suas directrizes e também clarificam os passos da transição política. Assim, não pedimos que apoiem a nossa posição pessoal, mas que se faça apenas um esforço para acabar com esta guerra.”

A delegação da oposição pensa ser menos provável encontrar uma solução para a situação síria sem um acordo regional e internacional, especialmente com aquilo a que chamam as intervenções e interesses internacionais, que se tornaram parte do conflito sírio, acrescenta o jornalista da euronews, Mohammed Shaikhibrahim, no Cairo.

Jihad Makdissi também frisou que não haverá solução para a Síria sem o acordo entre a Rússia e os Estados Unidos.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Oito espécies de pangolim sob proteção contra comércio ilegal