Última hora

Em leitura:

Cuba, Haiti e Jamaica ameaçadas pelo pior furacão das últimas décadas


Jamaica

Cuba, Haiti e Jamaica ameaçadas pelo pior furacão das últimas décadas

Cuba, Jamaica e Haiti preparam-se para enfrentar o pior furacão das últimas três décadas, tendo transferido milhares de pessoas para abrigos, longe das zonas mais expostas à fúria dos elementos.

O furacão Mathew, com a categoria 4 na escala de 5 níveis de Saffir Simpson, deverá atingir as ilhas nas próximas horas com ventos de mais de 230 Km por hora.

Em Cuba, a zona da prisão de Guantanamo encontra-se na rota do furacão. As autoridades norte-americanas decidiram evacuar parte da instalação, quando afirmam que os 61 prisioneiros da guerra contra o terrorismo foram removidos para um abrigo preparado para resistir às tempestades.

No resto da ilha a população está a fazer provisões de víveres para enfrentar as próximas horas.

Na zona turística da ilha, as centenas de hotéis preparam-se igualmente para colocar centenas de estrangeiros ao abrigo.

No Haiti as autoridades elevaram o nível de alerta para vermelho na zona sul do país, quando se esperam níveis de precipitação de 38 centímetros até um metro de altura em algumas regiões.

Na Jamaica, assim como nos restantes arquípelagos as escolas vão estar encerradas esta segunda-feira, para acolherem os habitantes das zonas mais expostas à fúria dos ventos.

O furacão Mattew é o quinto da temporada que habitualmente decorre entre Junho e Novembro, mas que este ano inciou-se em Janeiro, com o furacão Alex.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Polícia turca prende irmão de Fethullah Gulen