Última hora

Última hora

Pepper, a mais recente contratação do First Commercial Bank de Taiwan

Pepper é produzido pela japonesa SoftBank e tem sido um sucesso no arquipélago, colaborando com mais de 500 empresas. Agora, vai trabalhar num banco em Taiwan.

Em leitura:

Pepper, a mais recente contratação do First Commercial Bank de Taiwan

Tamanho do texto Aa Aa

Com Reuters

Pepper, o robô japonês que quase poderia ser uma pessoa, emigrou para a ilha de Taiwan (República da China), onde irá trabalhar na instituição bancária First Commercial Bank.

Pepper e mais 99 dos seus companheiros deverão ser alugados a outras empresas, como a francesa Carrefour, que possui uma rede de lojas em Taiwan.

O First Commercial Bank deu a conhecer a sua mais recente contratação aos jornalistas, tendo sido entregue a Pepper um cartão de identificação formal, como a todos os trabalhadores da entidade, pelo Diretor executivo, Chou Po-Chiao.

Pepper demonstrou então as suas habilidades, ao cumprir uma rotina de tarefas com as quais se depara qualquer funcionário do banco.

Segundo a entidade, Peper terá como principais missões interagir com os clientes, mas também entretê-los, sem que lhe seja confiada qualquer operação formal que envolva responsabilidades relacionadas com contas bancárias.

De qualquer forma, Pepper não vai estar sozinho durante muito tempo, pois 19 amigos seus deverão juntar-se aos quadros do First Commercial Bank nos próximos meses, ainda que espalhados por diferentes sucursais da entidade, presentes em todo o país.

O pequeno robô consegue rir e servir cafés.

Tem sido usado como empregado de mesa e vendedor por cerca de 500 empresas a operar no mercado nipónico, entre as quais a Nissan, o banco Mizuho e a multinacional francesa Nestlé.

Para além de uma simpática figura, Pepper é também um elemento muito importante para a SoftBank, empresa vocacionada para tudo “o que se relacione com a Internet”, segundo a direção da companhia.

A japonesa SoftBank trabalha com telecomunicações e produtos tecnológicos centrados non armazenamento de dados, tendo sido fundada em 1981.