Última hora

Em leitura:

Fator casa decisivo em Tashkent


Desporto

Fator casa decisivo em Tashkent

O segundo dia do Grande Prémio de Tashkent foi um festival de judo ofensivo, uma festa nas bancadas. Não faltaram ippons nas quatro categorias que estiveram sobre o tatami e a festa dos adeptos locais ficou completa com a excelente prestação dos judocas da casa, que arrebataram três das quatro medalhas de ouro em discussão.

Gulnoza Matniyazova tornou-se na primeira uzbeque a subir ao lugar mais alto do pódio num Grande Prémio. A judoca de 22 anos de idade impôs-se à eslovena Anka Pogacnik por waza-ari na final dos -70 kg.

Nos -63 kg, Daria Davydova foi a única a intrometer-se entre a hegemonia local. A russa de 25 anos, que também nunca tinha festejado uma vitória no circuito mundial de judo, derrotou a croata Marijana Miskovic por waza-ari no combate decisivo.

Nos homens, ambas as finais do dia foram ganhas por judocas do Uzbequistão e nos -73 kg, nem podia ser de outra forma, ou não fosse a final entre dois homens da casa. Mirzahid Farmonov, que já tinha ganho o torneio em 2013, confirmou o favoritismo ao derrotar Giyosjon Boboev por waza-ari, já no tempo extra.

Nos -81 kg, Davlat Bobonov provou que é uma das grandes promessas do judo atual. Aos 19 anos de idade e a participar no seu primeiro Grande Prémio, nem por isso se deixou intimidar e derrotou na final o favorito japonês Hayato Watanabe. Um yuko fez toda a diferença entre os dois judocas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

Desporto

Itália e Espanha dividem os pontos em Turim