Última hora

Em leitura:

Marrocos vai a votos


Marrocos

Marrocos vai a votos

Os marroquinos estão a ser chamados, esta sexta-feira, às urnas para escolher o novo governo. Um teste ao processo de reformas, iniciado há cinco anos pelo atual executivo, liderado pelo Partido da Justiça e do Desenvolvimento (PJD), a primeira formação islamita a chegar ao Governo em Marrocos.

“Esperamos que a eleição traga mudanças no que diz respeito ao emprego, saúde, educação e noutros aspetos que precisam de ser desenvolvidos. Marrocos está a avançar e esperamos que o país continue no bom caminho”, refere um eleitor.

O Primeiro-ministro, que encabeça um governo de coligação e espera vencer as eleições, votou esta manhã.

Mas a vitória não está garantida. O principal partido da oposição, que se diz defensor dos Direitos das Mulheres, o Partido Autenticidade e Modernidade (PAM), uma formação liberal, têm vindo a impor-se.

Nas décimas eleições legislativas no país, e até ao meio-dia, onze horas em Lisboa, tinham votado apenas 10% dos eleitores.

Na tentativa de evitar a fraca ida às urnas dos marroquinos, como em votações anteriores, as autoridades lançaram uma campanha institucional nas ruas, a apelar ao voto.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Colômbia: Nobel ajudará a ultrapassar "obstáculo" do referendo ao acordo de paz?