Última hora

Em leitura:

Furacão Matthew: Sobe para 900 o número de vítimas mortais no Haiti


Haiti

Furacão Matthew: Sobe para 900 o número de vítimas mortais no Haiti

Milhares de haitianos tentam agora salvar o pouco que ficou de pé após a passagem do furacão Matthew pelo país. O último balanço dá conta de cerca de 900 mortos, dezenas de vilas foram como que apagadas do mapa.

A real dimensão da tragédia começa a ser revelada uma vez que só agora se consegue chegar a zonas do sul da ilha que ficaram isoladas e sem electricidade ou telefone.

Um piloto de helicópteros norte-americano, Drew Garrison, que está a participar nas operações de ajuda, explica que “quanto mais nos aproximavamos de Jeremie e de Porto Principe, mais nos apercebiamos da total devastação. Tudo o que não era de betão foi destruído, as palmeiras partiram-se ao meio ou ficaram sem folhas. Muitas das pequenas vilas piscatórias ficaram destruídas”.

E depois do apelo do governo haitiano chega também a ajuda internacional vinda de vários pontos do mundo.
Os Estados Unidos já enviaram um navio com todo o tipo de auxílio. O presidente francês garantiu que se vai coordenar com os parceiros europeus para enviar ajuda de emergência.

O mais pobre país de todo o continente americano volta então a mergulhar no caos depois de em 2010 ter sido atingido por um terramoto devastador.
Entretanto a Organização Pan-Americana da Saúde alertou sobre um possível surgimento de cólera depois do furacão. Já este ano, antes do Matthew, tinham sido registrados 28.500 casos desta infecção intestinal com risco mortal.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Geórgia: Eleições legislativas marcadas pelo reaparecimento do ex-presidente