Última hora

Em leitura:

Colômbia: Cessar-fogo com as FARC prolongado até 31 de dezembro


Colômbia

Colômbia: Cessar-fogo com as FARC prolongado até 31 de dezembro

O Presidente da Colômbia anunciou, esta quinta-feira à noite, na televisão estatal do país, que o cessar-fogo com as FARC foi alargado até 31 de dezembro. Ainda assim, Juan Manuel Santos espera chegar a um novo acordo de paz antes do final do ano.

O primeiro documento assinado entre o governo e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, no final de setembro, foi rejeitado pelos colombianos em referendo:

“Isto não é um ultimato, nem um prazo, mas espero que todo o processo para chegar a um novo acordo termine muito antes disso”, afirmou o chefe de Estado.

Mas as FARC são apenas uma parte do problema colombiano. Há outro, o Exército de Libertação Nacional, que atacou, esta quinta-feira, pelo menos um polícia, que escoltava funcionários de uma organização estatal, o que provocou uma autêntica caça ao homem.

Uma situação que acontece depois de terem sido também iniciadas negociações de paz com esta organização guerrilheira que, na semana passada, em sinal de boa-fé, libertou um refém. Uma demonstração das divisões existentes no seio do grupo.

Na quarta-feira, dezenas de pessoas acamparam no centro da capital colombiana, Bogotá, para pedir o cessar-fogo e um acordo imediato.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Obama diz que Trump prova não ter capacidade para dirigir EUA