Última hora

Última hora

De Wilders julgado por querer "menos marroquinos" na Holanda

“Quero menos marroquinos na Holanda!

Em leitura:

De Wilders julgado por querer "menos marroquinos" na Holanda

Tamanho do texto Aa Aa

“Quero menos marroquinos na Holanda! – A afirmação que leva Geert De Wilders à barra do tribunal.

Point of view

O facto de em nove anos o senhor Wilders nunca ter sido julgado pelas suas afirmações ou pelas posições do seu partido, sobre marroquinos, não significa que nunca será julgado pelas suas afirmações sobre marroquinos

juiz Hendrik Steenhuis

O líder de extrema-direita, do Partido para a Liberdade, está acusado de “incitar ao ódio racial”, vai ser julgado a partir do dia 31.

As declarações remontam a 2014.

A defesa de De Wilders considera o processo politicamente motivado e um atentado à liberdade de expressão, pois, diz, milhões de pessoas partilham a sua ideia.

O juiz que deu seguimento ao processo explica. “O facto de em nove anos o senhor Wilders nunca ter sido julgado pelas suas afirmações ou pelas posições do seu partido, sobre marroquinos, não significa que nunca será julgado pelas suas afirmações sobre marroquinos”, afirmou o juiz Hendrik Steenhuis.

Um teste à liberdade de expressão ou à democracia, um argumento de De Wilders que vai conhecer o veredicto bem antes das eleições de março, onde, de acordo com sondagens, o seu partido está lado a lado com a formação do primeiro-ministro Mark Rutte nas intenções de voto.

De Wilders defende a desislamização da Holanda e a eventual saída do país da União Europeia.